Seu futuro te define mais que o seu passado

“Seu futuro te define mais do que seu passado”

Hoje queria conversar com vocês sobre uma noção importante para muitos tratamentos e para um maior bem-estar dentro da nossa saúde mental.

É muito comum que pessoas com depressão, ansiedade, transtorno do estresse pós traumático ou similares se vejam inertes/presas por algo que aconteceu em seu passado.

“Sempre fui assim.”.

“Se não fizer desse jeito, não sou eu.”

“Não posso lidar com isso, tenho trauma.”

“Olha pra mim, eu uso drogas faz muito tempo, não tem mais o que fazer.”

Sentem-se presas, dentro de uma situação imutável e, muitas vezes, progressivamente degradante. Sentem como se, já que “X” aconteceu em seu passado (em alguns casos repetidas vezes), eles nunca poderão se recuperar e atingir seus objetivos. “Não tem o que fazer.”

A reflexão que quero causar aqui é justamente sobre o quão falsa essa sensação costuma ser. Não estou dizendo que é um processo simples ou instantâneo, e nem estou querendo desmerecer o sofrimento de quem passa por estas aflições. O que quero é sugerir uma abertura, para possibilitar uma abordagem diferente destes problemas.

Vamos começar por aqui:

Vou retratar aqui uma conversa que costumo ter com meus pacientes nessas condições:

“Qual a sua cor favorita?”

Digamos que seja “Azul”

“Agora, me responda o porquê.”

“Como assim?” “Porque sim, ué!” ou “Sei lá! Sempre foi essa.” costumam ser as respostas de muitos pacientes. Aí então complemento:

“E se você quisesse mudar agora, de cor favorita, poderia?”

“Claro.”

“E você seria uma pessoa diferente, se fizesse isso?”

“Claro que não!” Costuma ser a resposta.

“Então tem coisas suas, pensamentos seus, que estão com você há muito tempo, mas que você poderia mudar, simplesmente, de uma hora para outra?”

“Bom… sim…”

Imagino que entenda onde vamos chegar.

Nós não precisamos nos impor limites. Nosso traumas não são definitivos e infinitos apenas porque existiram. Não precisamos nos manter pessoas depressivas ou ansiosas simplesmente “porque sempre fui assim”. E, se mudar determinada característica ruim fará com que você seja outra pessoa, que tal aceitar esse salto, e realmente se tornar outra pessoa? Melhor e mais feliz consigo mesma?

Por esta razão eu defendo:

“Seu futuro te define mais do que o seu passado.”

Você pode ser um usuário de drogas até o momento. Mas no futuro pode ser aquele que se recuperou e se tornou um exemplo de superação, ou pode ser aquele derrotado.

Você pode ser aquele obeso que nunca conseguiu emagrecer até agora. Mas no futuro pode ser aquele que não parou de tentar até atingir o seu objetivo, ou aquele que buscou desculpas para continuar na mesma.

Você pode ser aquela pessoa que sofreu um trauma gigantesco na infância, que te atormenta até hoje. Mas no futuro pode ser aquele que aprendeu a crescer com isso (cara, você passou por um trauma pesado e sobreviveu!!! Você já é forte pra caramba!!!) ou você pode ser aquele assombrado a vida toda por ele.

A escolha existe. Sempre há tempo para mudar e tentar melhorar. Não deixe a sua mente lhe enganar e fazer parecer que não há o que fazer.

Mais uma vez: não quero passar aqui a ideia de que é um processo fácil ou instantâneo, mas criar a reflexão de que a mudança é possível – e se manter aberto a ela é o primeiro passo para a melhora.

Lembrando que muito do que somos vem da soma de nossas experiências anteriores, quais vamos valorizar mais? Vamos lembrar apenas das ruins e esquecer as boas?

E mais importante, quais experiências pretendemos ter no futuro?

E você? Como vai moldar o seu futuro? Quem deseja ser? Se o seu passado parece definir você como um perdedor ou um fraco no momento, lembre que está no seu futuro a verdadeira definição de quem você é. Alguém que superou suas dificuldades ou que se deixou levar por elas.

Um ótimo dia e um futuro de melhoras cada vez maiores para você.

E se precisar de uma ajuda neste processo, pode contar com a gente.

Doutor Informação

Dr. Felipe Valente
Médico de família e comunidade

Quem é o médico de família?      Fale com o Dr. Felipe Valente     Quem é o médico de família?    instagram   Quem é o médico de família?    

Agende a sua consulta aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *